Parapentes: suas características técnicas e seus usos.
17/11/2020

 


Parapentes: suas características técnicas e seus usos.

Resumo: Este artigo procura mostrar um pouco do que acontece no mundo do parapente e a sua evolução nos aspectos de materiais, desempenho e durabilidade.

O mercado de parapente evoluiu muito quanto ao foco do uso: 10 anos atrás uma marca normalmente teria 5 ou 6 modelos de parapentes, atualmente as marcas mais amplas têm 14 ou mais modelos, diferentes asas de paramotor para os mais diversos grupos e usos, onde podemos citar diferentes modelos de parapente:

- Para treino,
- Iniciantes,
- Voos de lazer,
- Voos de lazer mais avançados,
- Voos regulares,
- Acrobacia,
- Duplo,
- Sport XC distância,
- Avançado XC distância,
- Competição e outros específicos.

Procurando atender de forma indicada cada nível de piloto e seus objetivos.

Hoje existe uma falsa leitura sobre durabilidade ou porosidade do tecido confundida com a durabilidade do parapente. O desenvolvimento mostrou que velas um pouco mais leves podem voar melhor, serem mais seguras e no conjunto podem durar mais.
Outras consideradas super leves tem mais indicação para caminhadas combinadas com voo (e não estão tão preocupadas com durabilidade e desempenho, e algumas nem é possível acelerar pois não foram feitas para serem usadas numa janela mais ampla de intensidade de vento).

No que tange a campeonatos, os parapentes que têm dominado os últimos 8 anos tiveram uma pequena redução de peso, porém todos pesam acima de 6 kg e alguns até 7 kg – mostrando que projeto e construção são mais importantes que somente o peso.
Neste sentido, a SOL nos últimos anos têm ido nesta direção sem perder de vista as condições climáticas em todos os países do mundo - o hemisfério sul é mais agressivo no aspecto ambiente (sol, areia, raios UV, umidade, salinidade, poeira, etc.), no hemisfério norte temos que levar em conta também as grandes variações de temperaturas.

Velas super leves já não tem foco na durabilidade e na performance a médio e longo prazo, e sim no peso e no uso mais focado e consequentemente sofrem mais com as variações de clima, abrasão, impactos e até perda de trimagem.
Um parapente para funcionar bem é como um carro: motor, geometria, suspensão, pneus e sistema de transmissão devem estar em bom estado e devidamente regulados ou alinhados —tudo tem que funcionar dentro do esperado. Em outras palavras o parapente também é um conjunto que deve estar equilibrado: resistência do tecido, porosidade do tecido, resistência das linhas, medida das linhas, costuras, ferragens e tirantes, onde tudo deve estar dentro dos parâmetros.

Isto é tão verdade que grande parte das oficinas de parapente do mundo fazem a avaliação geral — OK ou não OK:
Porosidade OK ou Não.
Resistência do tecido OK ou Não.
Resistência das Linhas OK ou Não.
Comprimento das linhas e tirantes, (os próprios tirantes) OK ou Não.

E também é muito importante observar na qualidade das inspeções e o que deve ser observado, é comum ver linhas mal reparadas, costuras mal feitas, reparos errados, trimagem com diferentes indicações e tolerâncias que não são da marca (cada fábrica tem as suas premissas para que o parapente continue a voar com segurança e performance desejados).

Existem fábricas que por usarem linhas de baixa duração recomendam troca a cada 100 horas, no caso da SOL não temos esta recomendação para nenhuma vela, pois recomendamos que sejam feitas as medições de comprimento e resistência e com isto defina-se se algo precisa ser trocado, são raríssimos os casos nos 29 anos de existência em que indicamos a troca do Set por desgaste devido ao uso.
A SOL continua focada no melhor conjunto Custo x Performance e Durabilidade.

A SOL é uma das raras empresas que tem históricos de parapentes que voaram mais de 10.000 km, mais de 600 horas sem troca do set de linhas e sem anomalias. São as velas que são usadas da forma e cuidados certos.
Para isto temos algumas dicas:

— Atualmente o que reduz a vida útil de um parapente é o uso indevido, parapentes que não foram feitos para treinar inflagem, para uso em escola, para serem castigados no manuseio e no armazenamento e na exposição indevida ao sol, umidade, salinidade e areia.

— Outro fator que diminui a vida útil do parapente é a falta de inspeções, a inspeção também dá uma referência se o piloto está tendo algum descuido com o seu equipamento e reduzindo a vida útil, um exemplo são parapentes sendo usados de forma errada, parapentes mal armazenados, parapentes com salinidade, umidade elevada, uso indevido para treino de inflagem ou serem usados em ambientes de decolagem ou pouso abrasivo. Exemplo clássico é o mesmo carro que roda 100 mil km só em estradas ruins e sem pavimento comparado com um veículo com 100 mil km que somente rodou em estradas boas e pavimentadas — por mais que seja indicado para uso fora de estrada, o mesmo veículo durará muito mais se utilizado em boas condições de rodovias.

— Todas as empresas devem descrever no seu manual se o parapente é indicado para uso em escola ou não — um parapente ser indicado para ensino e iniciantes tem que levar em conta a segurança e logicamente prever que o parapente será mais exigido nos seus materiais.

Com base nisto, a SOL é a única empresa no mundo que oferece diferentes velas de treino — aquelas de inflagem produzidas num processo de reciclagem consciente de parapentes sem uso (antigos) de treino a preço imbatível para escolas iniciarem os trabalhos com os alunos — mais de 400 velas destas foram fornecidas nos últimos 10 anos para escolas (feitas a partir de velas aposentadas) e também a novas velas FUN projetadas para treino e têm sido adotadas por muitas escolas do mundo todo como referência para pilotos na fase inicial em solo.

Também temos os parapentes indicados para os primeiros voos, para os iniciantes e aqueles pilotos que simplesmente querem voar com um parapente muito seguro e que tem um belo desempenho (Flexus para uso no paramotor e no voo livre Prymus 5 e Atmus 2).

Estamos vendo neste momento as mais recentes velas de alta performance abandonando os tecidos superleves devido a sua instabilidade dimensional na variação climática, às vezes com baixa vida útil, às vezes com variação de desempenho dependendo das condições climáticas do dia.
São raras as marcas de parapente que oferecem a garantia estendida como a SOL, é comum escutarmos algumas marcas apenas dizerem que o clima do Brasil reduz muito a vida útil de seus parapentes.

Somos pioneiros no uso do silicone + pu nos tecidos e depois copiado por outras marcas, onde nossas velas oferecem um equilíbrio de boa estabilidade dimensional, resistência à poeira, UV e durabilidade combinada com o seu peso, e também fomos pioneiros no uso de Vectran e PPSLS que são os materiais mais nobres e caros em se falando de linhas, e agora também começando a ser usado por outras grandes marcas como se fossem pioneiras e apresentadas como novidade para o mercado. Não é realidade, pois nestes 2 tipos de linha participamos do desenvolvimento e testes desde o seu lançamento, e somos a empresa que começou a usar antes de todas as outras, e demos credibilidade a estes materiais para que agora outras marcas comecem a usar – são 3 exemplos de inovação, pioneirismo e consolidação feitos por nós na SOL Paragliders e feito no Brasil.

Na SOL Paragliders estamos atentos a todos estes aspectos para oferecer bons produtos a preços coerentes, e com toda assistência necessária acima de qualquer outro concorrente consiga oferecer no Brasil. No próximo ano completaremos 30 anos e neste tempo assistimos muitas marcas que chegaram, prometeram o impossível e no momento de resolver os problemas simplesmente tiram o corpo fora ou desaparecem do mercado, e voltam com um novo vendedor e muitas promessas.

A SOL com toda a sua infraestrutura está no mesmo endereço físico e tem todos os canais de comunicação abertos, inclusive para receber presencialmente as pessoas voadoras ou não há mais de 20 anos.

A vida útil de um parapente não é definida pela porosidade ou somente pelo fato de ter linhas novas, mas sim pelo conjunto e a forma como é utilizado e qual o seu manuseio, por isto existem os parapentes indicados para cada uso e estamos cientes disto desde sempre.

Bons voos


 





 


SEJA UM REVENDEDOR SOL PARAGLIDERS


SOL SPORTS IND E COM LTDA 
Rua Walter Marquardt, 1180 | Barra do Rio Molha | Jaraguá do Sul | SC | Brasil | 89259-565
TELEFONE 55 (47) 3275-7753 | WHATS APP  (47) 3275-7746
Copyright 
© 2014. All Rights Reserved.