Ilustres visitantes: Sabiá no Ar, Zandira Sylvestre Camp e equipe Cine Mauro
21/11/2017

Recebemos no fim de semana que passou nosso amigo e atleta apoiado SOL Paragliders & Sports  Luiz Henrique Tapajós Antunes dos Santos, mais conhecido por Sabiá, acompanhado pele diretor Sylvestre Campe e equipe Cine Mauro que estão rodando o Brasil gravando a segunda temporada do programa Sabiá no Ar para o Canall Off - na expedição o gavião Zandira que assim como o Sabiá, aproveita para voar em todos os recantos do Brasil.

A SOL Paragliders & Sports agradece a visita.

http://www.solparagliders.com.br/luiz-henrique-tapajos

https://www.facebook.com/cinemauro/



 



Desenvolvimento: Projeto TR27 um parapente para grandes voos.
14/11/2017

TR27 é o nome do projeto de um novo parapente da SOL concebido para pilotos muito experientes querendo voar grandes distâncias.  O Brasil como paraíso dos grandes voos e nossa experiência em milhares de quilômetros voados cria o ambiente perfeito para o desenvolvimento de um novo conceito de parapente orientado para voos excepcionais.

Durante o desenvolvimento e testes dos protótipos o projetista da SOL já voou o novo recorde de nossa rampa >>> http://xcbrasil.com.br/flight/294527

Em breve mais informações.






 



10 anos do recorde que mudou a história
14/11/2017

Um dia que marcou a história do voo livre mundial: 14/11/2007

Este dia 10 anos atrás foi um dia especial para o voo livre Brasileiro e Mundial. Depois de 5 anos caía o recorde mundial de distância livre com parapente - o único recorde importante que faltava para a SOL Paragliders e consequentemente para o Brasil naquele momento.

Fruto de um trabalho de 5 anos contínuos de expedições, desafios e muitas pessoas envolvidas depois de um mês no sertão os pilotos voando SOL Tracer 11 Frank Brown, Rafael Saladini e Marcelo "Ceceu" Prieto voaram naquela data 461,8 km e definitivamente iniciaram uma nova história no sertão brasileiro que vem acontecendo desde então.

O Recorde rendeu publicidade no mundo todo e foi durante muitos anos a marca a ser batida - depois disto o time fruto deste trabalho rendeu mais duas vezes os recordes mundiais e muitos outros. A história foi contada pelo filme Ciclos que foi vencedor dos festivais de cinema de aventura.

Alguns dados dos voos:

- Os 3 voaram juntos praticamente todo o voo. No final, pousaram exatamente no mesmo local.
- A decolagem do primeiro dos 3 foi às 7:20h da manhã.
- O dia amanheceu aberto as 5:30h da manhã . Aos poucos chegou uma massa de nuvens do horizonte e fechou tudo, como a chegada de uma frente fria. Até choveu um pouco.
- Muitos pilotos não decolaram pois acharam que estava ruim.
- A saída em grupo, junto com outros pilotos da competição, ajudou muito, pois com a decolagem cedo a condição é muito fraca.
- As 13h os pilotos já haviam voado 280 km
- As 16h45 ainda em voo, Frank liga para a SOL dizendo que eles 3 estavam no km 423 a 1800 do solo, subindo e com pelo menos 45 minutos de voo pela frente e condições excelentes para continuar o voo e que iriam pousar juntos para dividir o recorde.
- Aproximadamente as 17h45 recorde batido - os 3 pousam juntos conforme combinado 461,8 km.

Parabéns aos 3 pilotos e todos os envolvidos neste projeto de quebra de recordes que vem sendo realizado desde 2002.

Links dos Vôos:

 

Site da Expedição:   http://www.xcnordeste.com.br/

Entrevistas: 

 

A SOL Paragliders agradece a todos os envolvidos que ajudaram a construir e alcançar estas conquistas, Fernando Pradi que desenvolveu este projeto de expedições na busca de recordes, André Rottet projetista SOL, André Fleury, Kamira Pereira, Dioclécio Rosendo, Claudia Otilia, os pilotos de todas as expedições  e a comunidade em geral. 



 



Futuros campeões: Entrevista com o atleta de Parapente Caio Buzzarello
07/11/2017

Uma nova geração de pilotos está se formando - temos orgulho em fazer parte deste novo campeão que tem objetivos claros.

Podemos afirmar que Caio nasceu no ambiente do voo, aos 5 anos já começou a inflar sua miniatura de parapente, nos anos seguintes voou muitas vezes de duplo com o nosso pessoal, aos 11 já voava sozinho, aos 14 começou a competir, aos 15 ja foi campeão catarinense da categoria Lite e neste ano ja foi o melhor colocado na categoria no Brasileiro e venceu uma etapa do catarinense.

Saiba mais o que pensa este jovem campeão: Entrevista com Caio Buzarello




 



Teste do SOL Kuat 2: desempenho impressionante e muito conforto!
09/10/2017

Teste do SOL Kuat 2 LTF / EN B  por Olivier Nicolet para o site Paragliding Rock The outdoor.

paragliding.rocktheoutdoor.com/

Uma relação excepcional de desempenho / facilidade, decolagem e pouso excelente, desempenho impressionante e muito conforto!

O fabricante brasileiro SOL Paragliders anuncia para o novo parapente de duplo SOL Kuat 2 em comparação com seu antecessor:

- mais facilidade em usar, mas também para decolar, pilotar e aterrissar, mais compacto, com mais 5 células, 3 tirantes (15% menos linhas), reforços em talas flexíveis e uma melhor velocidade e ganho de cerca de 1 ponto de planeio.

Olivier Nicolet, guia de montanha e piloto de duplo profissional na Suíça, testou-o por 2 meses e nos deu suas impressões:

"Depois de algumas semanas testando o SOL Kuat 2 em todos os tipos de condições, estou muito surpreso com a relação desempenho / facilidade!

A Sol decidiu colocar todas as tecnologias mais recentes nesta vela, um trabalho por excelência por sua facilidade e por suas performances que permitirão fazer voos agradáveis. O fabricante também deu um passo importante referente a peso e volume (700 g menos do que o Kuat 1), enquanto permanece extremamente robusto, como de costume. Acabamentos muito limpos, o Kuat 2 é realmente mais um novo projeto do que uma evolução do Kuat 1.

Material:

Assim que você abrí-lo, você percebe o alto nível dos acabamentos como também o nível tecnológico, mas o primeiro detalhe importante ao meus ver são as linhas, ultra simples de organizar. As novas linhas (PPSLS) tem uma vantagem para decolagens em terrenos abrasivos.

Os outros detalhes também estão lá: boca de tubarão, mini-ribs, talas cruzadas, tecido resistente, embora mais leve do que o Kuat one. Os tirantes são ultra fáceis com um tirante de A para fazer as orelhas.

No nível de alongamento, a Sol também melhora o desempenho geral sem ceder ao aumento de alongamento (5,32). Outra boa melhoria, ímãs de freio poderosos!


Decolagem:

Em forma de V, o Kuat 2 infla usando os tirantes externos destinados às orelhas, de modo que o centro sobe num bloco, a vela infla muito bem sem um ponto difícil, a vela não se projeta. A sustentação é instantânea! Sem vento, acompanhamos um pouco mais a vela e o controle é impressionante. Com vento forte, ele se infla rapidamente, mas não impactante ! Basicamente, uma decolagem perfeita para uma vela de duplo!

No ar

Desde o primeiro momento, o  Kuat 2 transmite confiança, o desempenho está no topo. Freios altos, a vela planeia maravilhosamente bem, super agradável para as transições. Na térmica, o SOL-Kuat 2 também está lá, no encontro dos melhores duplos. Trimmers caçados, a vela torna-se melhor nos freios e é mais manejável.

Mas o que mais me marca sobre este duplo é a variedade de pesos úteis. Não é aquele no papel porque todos os duplos têm mais ou menos o mesmo intervalo de peso, mas eu falo conforto real, seja com um passageiro leve ou muito pesado (piloto 82 kg). Eu tive a oportunidade de voar com crianças de 20 kg e passageiros de 130 kg, os profissionais  apreciarão essa gama de conforto provavelmente em parte devido a boca de tubarão.

As orelhas descem sem problemas. Por outro lado, você tem que segurá-los porque eles não ficam!

Nos giros 360 °, nada a declarar, tudo parece muito simples e fácil neste duplo e a vela perdoa os pequenos contra tempos.

Descida rápida

As orelhas são impecáveis, mas não diminuem muito a taxa de queda. Os 360 ° descem bem, mas os passageiros não necessariamente apreciam. Testamos várias vezes a descida usando fechamento assimétrico e lá funciona tudo bem. Sem rolamento para os passageiros, ele vai até -6m/s e não se move.

Aterrissagem

Depois de dois meses de testes em todos os tipos de condições com diferentes tamanhos de passageiros, estou impressionado com a extraordinária postura do SOL Kuat 2 sem vento: com um Peso Total em Voo de mais de 200 kg pode-se pousar praticamente parado. O recurso é fantástico, mas especialmente como eu disse logo acima, você quase pode parar de navegar!

Eu sempre pouso com trimmers abertos, mesmo carregado completamente!

Conclusão

Uma vela magnífica com excelente desempenho / facilidade, decolagem e pouso excelentes, pairando impressionante, mas acima de tudo muito confortável! Sol fez muito bem o Kuat 2 , corremos o risco de ver mais e mais, com certeza!"

Nós da SOL Paragliders & Sports nos orgulhamos em oferecer um produto que rapidamente tem tido uma aceitação mundial por suas qualidades e desempenho.




Anterior  1 de 194  Próxima


 


SEJA UM REVENDEDOR SOL PARAGLIDERS


SOL SPORTS IND E COM LTDA 
Rua Walter Marquardt, 1180 | Barra do Rio Molha | Jaraguá do Sul | SC | Brasil | 89259-565
TELEFONE 55 (47) 3275-7753 | WHATS APP  (47) 99959-4790
Copyright 
© 2014. All Rights Reserved.